quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Justiça em Números - 2014



O Relatório Justiça em Números apresenta, anualmente, indicadores de orçamento, recursos humanos, litigiosidade, congestionamento e produtividade, entre outros dados consolidados a partir de levantamentos fornecidos pelos tribunais. 

A apresentação dos resultados aconteceu na tarde de ontem (23), no auditório do Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília. O ministro Ricardo Lewandowski, presidente do CNJ, fez a abertura do evento. A ministra Maria Cristina Peduzzi, presidente da Comissão Permanente de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento do CNJ, detalhou o levantamento, em entrevista coletiva.


Através deste relatório é possível conhecer - com detalhes - a situação atual do judiciário brasileiro, inclusive podendo entender o porquê de algumas justiças funcionarem de formas tão distintas.

É o caso da Justiça Estadual, que historicamente sofre inúmeras reclamações de juristas e cidadãos, principalmente pela demora no julgamento de seus processos. O relatório nos trás números que explicam um pouco as razões:
 "Enquanto que a Justiça Estadual concentra aproximadamente 55% das despesas, 69% dos magistrados e 65% dos servidores, 78% dos processos tramitaram nessa justiça (Gráfico 10). Considerando somente os casos pendentes de anos anteriores, o percentual sobe para 81%, enquanto que cerca de 72% dos processos ingressados em 2013 entraram nessa Justiça."
Certamente esse relatório vai tirar muitas dúvidas e matar também a curiosidade dos operadores do direito de todo o Brasil. Baixem no link acima e façam bom proveito!

Com informações do Conselho Nacional de Justiça.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Conheça os maiores segredos dos preguiçosos!!!


1. Se você estiver falando ao telefone, você provavelmente está deitado e seu telefone está descansando na sua cara

.

 

2. Quando as pessoas falam sobre o que elas fariam se elas ganhassem na loteria, você diz que viajaria, mas você sabe que a resposta é “nada”.

3. Banhos diários são COMPLETAMENTE desnecessários quando existem perfume e desodorante.

4. Você diz que é moderadamente ativo, mas na verdade você quer dizer que caminha da sua escrivaninha para o banheiro e volta, algumas vezes ao dia.


5. Mesmo a menor distância é longe o suficiente para justificar uma entrega.


“Oi, é da pizzaria? Eu sei que meu endereço é o mesmo que o seu, mas na realidade eu estou a dois andares acima de você.”

6. Idem, ao pegar um táxi.


7. A única forma de você pegar alguma coisa que você deixou cair é com os pés.


(Ou outras partes do corpo magicamente treinadas.)

8. Você adia levantar da cama para fazer xixi até que isto realmente se torne uma emergência.


9. A mesma coisa quando se trata de colocar o celular para carregar.


10. Você está interessado na ideia de ter filhos, desde que eles ajam como pequeninos serviçais que trazem até você o que está lá guardado no armário.


11. Falando em comida, comer algo direto do pote é algo totalmente ok.


12. Você come sobras frias, não porque prefere o sabor, mas porque os 30 segundos do microondas são uma espera enorme.

 

13. Você já usou os talheres errados por preguiça de lavar os certos que estavam no meio da louça suja.


14. Você também julga as coisas de uma forma muito prática. Por que não dar uma pequena mordida no canto desse pedaço de queijo? VÁ FUNDO.


15. Sua cama é o lar de seu laptop, seu livro, seu jornal, talvez um recipiente de iogurte velho…


16. Acredita firmemente que você deve ter permissão para dormir em um restaurante ou bar quando seus amigos se recusam a ir embora.

 

17. Não há, literalmente, nenhuma atividade que você escolheria além de dormir.


18. Você enviou uma mensagem de texto do seu quarto para seus colegas de quarto, só para eles virem e fecharem sua porta.


19. Noventa e nove porcento da sua decisão ao assistir um programa, é baseado se ele está passando ou não quando você liga a TV.


20. Você jamais tirou pó e dúvida de que alguém realmente o faça.

21. Você retardou os planos de tomar café da manhã alguém enviando uma mensagem de texto dizendo que está indo dar uma corrida e em seguida você volta a dormir.


22. O que você diz ter feito no fim de semana: realizei algumas tarefas, encontrei com um amigo para tomar umas, limpei o apartamento. O que você fez: assistiu duas séries inteiras que você gostou mais ou menos.


23. Suas roupas vivem em um destes três lugares: 1 - seu corpo. 2 - a parte limpa do seu cesto de roupas. 3 - a parte suja do seu cesto de roupas.

24. Você já ficou 48 horas sem mudar de roupa.


25. Você anota recados nos seus pijamas.

26. Você falhou em encontrar o amor da sua vida porque você estava agindo de forma estranha tentando pegar algo no chão sem deixar a cadeira.


Fonte: buzzfeed.com

sábado, 20 de setembro de 2014

Piloto mostra como é tenso pousar no Aeroporto de Congonhas!!!

Pilotar um avião não é pra qualquer mortal. Além da responsabilidade, ficar diante de um painel mega ultra blaster complexo, repleto de botões e ponteiros, já dá nos nervos.

Imagine então uma situação de pouso em meio aos prédios, com pista curta, e totalmente encoberta por neblina (teto baixo). Essa situação acaba sendo bastante comum, quando se trata do aeroporto da maior cidade do país: Congonhas.

Com uma câmera GoPro acoplada na cabine da aeronave, esse piloto registra como é o momento de aproximação e pouso do avião.

video

terça-feira, 16 de setembro de 2014

4 fenômenos que podem dizimar a humanidade

Quem é religioso e conhece as histórias da Bíblia cristã, sabe que o mundo já foi alagado, durante o dilúvio. É aí que aparece a arca de Noé e salva um casal de cada espécie animal da Terra e assim por diante.

Acontece, no entanto, que esse mesmo Livro Sagrado prevê a destruição total do nosso planeta algum dia. E, junto com o globo, claro, o sumiço de toda a humanidade. Apesar de muito gente considerar essa uma parábola bíblica, carregada de outros significados que não o literal; há especialistas que apostam no apocalipse como algo mais real que religioso.

Para a comunidade científica, há possibilidades de o mundo realmente entrar em colapso por fatores naturais ou bélicos, embora a primeira reação, ligada à fúria da natureza, seja a grande aposta de boa parte dos estudiosos. Mas, como há sempre opiniões controversas há outros fatores que, segundo os cientistas, podem nos tirar de vez do mapa.

Confira a lista abaixo e saiba quais os fenômenos catastróficos mais possíveis de acontecer e descubra qual o tempo estimado para que eles sucedam:

1. Calor escaldante

1

Risco de ocorrer: muito alto

Quando: em alguns séculos

Como todo mundo já sabe, o calor cada vez maior tem derretido as calotas polares e elevando o nível dos mares. Em algumas centenas de anos é possível essa água venha a inundar as áreas litorâneas. Em consequência das enchentes e do aumento da temperatura, é possível que a quantidade de terras férteis diminua. Somado a isso tudo, tem ainda o aumento populacional, que não é interrompido. No final, a fome e a sede acabariam matando todo mundo.

Como evitar: O derretimento dos gelos polares já começou a algum tempo, mas ainda dá para tentar evitar o pior, adotando uma forma de vida mais sustentável.

2. Colisão fatal

2

Risco de ocorrer: alto

Quando: a qualquer momento

Um asteroide com mais de 1 quilômetro de diâmetro colidindo com a Terra, levantaria tanta poeira que poderia tapar a luz do Sol durante anos! Pelo menos é essa a previsão dos cientistas. Em consequência da falta de luz, plantas (que precisam dos raios solares para fazer a fotossíntese), animais (que comem vegetais) e seres humanos (que se alimentam de ambos) correriam aos poucos.

Como evitar: Não há como evitar que um meteoro dessa proporção se choque com a Terra, mas é possível monitorar a movimentação do Universo e pensar em formas de destruí-lo antes que ele atinja nossa órbita.

3. Bomba atômica

3

Risco de ocorrer: baixo

Quando: a qualquer momento

Estamos vivendo um período de instabilidade política, como todo mundo sabe, com os conflitos na ucrânia e os bombardeios dos Estados Unidos no Iraque. Todas essas situações deixam o mundo em tensão, especialmente porque envolvem países donos de arsenais atômicos, como EUA e Rússia, que poderiam detonar uma guerra.

Só para ter uma média, seriam necessárias cerca de 8 mil bombas, de 1 megaton cada, para gerar um inverno nuclear na Terra. Apesar de ser uma grande quantidade, é preciso pensar que todo o arsenal não viria de uma só nação, o que facilitaria o colapso. Além disso, quem não morresse nas explosões, seria morto à míngua, quando o Sol deixasse de aparecer, ao ser coberto pela poeira do bombardeio.
Como evitar: Destruindo todo arsenal nuclear do planeta…(embora essa também pareça uma ideia pouco viável).

4. Peste global

4

Risco de ocorrer: baixo

Quando: não é possível prever

Um ataque com um vírus como o da varíola, assim como um vírus artificial ou – mais recentemente – como o ebola, pode matar uma quantidade sem fim de pessoas, caso se espalhe por todos os países. No caso do ebola, por exemplo, o vírus ainda está contido nos países africanos; mas é preciso levar em consideração que não há uma vacina ou tratamento com eficácia comprovada contra a doença. Além disso, as pessoas estão se contaminando por entrarem em contato com fluídos corporais, sangue e secreções infectados.

Como evitar: investindo em vacinas e no desenvolvimento de tratamentos para a doença. Além de continuar mantendo isoladas as pessoas contaminadas.

Fonte: Mundo Estranho

domingo, 14 de setembro de 2014

17 “fatos” que a escola te ensinou errado!

Em quem você confia mais, no Google ou em livros escolares? Pois é, pra qualquer pessoa que nasceu depois de 1990 a resposta é bem óbvia, mas as escolas não acompanham essa agilidade toda. Com professores velhos, repetindo coisas desatualizadas e um plano de ensino que também não faz muita questão de ensinar as coisas direito, aprendemos diversas informações erradas e passamos o resto da vida as repetindo.

Pra que você saia da caverna da ignorância e aprenda um pouco melhor antes de dizer que o Everest é o lugar mais alto ou que “é claro que centopeias têm 100 patas”, selecionamos aqui algumas das mentiras mais populares do ensino básico:

1) A mais alta

Hero4-MKSS

O Everest não é o pico mais alto de Terra, e sim o vulcão Mauna Kea, que, apesar de ter seis mil metros abaixo do oceano, é 2 mil mais alto que o Everest. Ou seja, ele é maior tanto pra cima quanto pra baixo.

2) O mais inóspito

5095058671014732

E o Saara, por sua vez, não é o maior deserto do mundo, e sim a Antártida. Afinal, lá não há chuvas e poucas espécies sobrevivem – ninguém disse que um deserto precisa ter areia!

3) Olé!

Toreador-Core-Fund

Não é que touros não gostem de vermelho. O que eles não gostam é de uma pessoa desafiando eles, como um toureiro balançando uma capa. O vermelho só ajuda por ser uma cor viva, que possivelmente eles nem conseguem enxergar.

4) Habibi Noel

IMG_0378

O Papai Noel original vem de mitos da Turquia, inspirado por São Nicolau. Como a areia do local que vive virou neve, ninguém sabe.

5) Dom Perignon

Dom Perignon White Wine Mission hosted by Serge And Tatiana Sorokko with Menu by Richard Geoffroy

Se você acha que foi ele o inventor do champagne, na França, errou de novo. Os burgúndios, que habitavam a região hoje alemã, já consumiam a bebida há mais de 1 século antes do monge francês aprender a receita.

6) Tô bege

beige

A cor do Universo, na verdade, seria bege, e não preto – de acordo com astrônomos!

7) 24 horas é mesmo?

25hour-clock1

Se pensarmos que na verdade a duração de um dia varia de acordo com o tempo que a Terra levou para completar sua rotação, dá pra entender porque esse não é um número exato. A maior parte dos dias tem mais ou menos 24 horas,  mas eles podem se alongar ou encurtar.

8) Deus da guerra

50950586710133532

O planeta Marte não é vermelho. Na verdade, essa é a cor de sua atmosfera, assim como a da Terra é branca e azul, cores que nenhum de nós vê no chão ao caminhar em uma avenida movimentada, certo?

9) Como assim?

states

Sólido, líquido e gasoso. Talvez plasma. Esses são os estados possíveis para a matéria que existem, certo? Errado. Na verdade, existem mais de 15 deles – alguns unicamente observáveis em ambientes de laboratório ou teorias.

10) Mentiras, mentiras

normal_Giant-desert-centipede-14aug03-01

Então, a centopeia tem esse nome por ter cem pés, certo? Mas o problema é que na verdade centopeias com 100 patas são raríssimas, já o número pode variar entre 15 e 191 pares, o que torna o feito de achar uma com 100 pés mais ou menos como achar um trevo de quatro folhas.

11) Timidez

avestruz c cabeça enterrada

O avestruz cava, sim, mas não é para enterrar a cabeça, e sim os ovos. Por algum motivo, como muitas outras coisas que aparecem frequentemente em desenhos animados, as pessoas começaram a associar esse “comportamento de defesa” ao animal, o que não passa de ficção.

12) Coelho por lebre

lebre-no-campo

O Pernalonga, na verdade, não é um coelho, e sim uma lebre. Por isso ele é cinza, e não branco!

13) Mosca por cachorro

50950586710141114

E a Laika, o “primeiro” animal a ser mandado para o espaço, na verdade não foi a primeira. Quem ocupa esse posto é uma mosca.

 14) Perdido na tradução

young-mozart

Se você acha que seu nome é ruim, imagine só o pobre Mozart. O nome dele era Joannes Theophilus Wolfgangus Crisostomo Mozart. “Mas e o Amadeus?”, você pergunta? Esse era na verdade um apelido que um príncipe prussiano lhe deu, Wolfgang Gottlieb, ou “wolfgang amado por deus”. Mozart gostou tanto do nome que começou a assinar cartas com ele, e daí a associação.

15) Até deu sede

a_wild_green_sea_turtle

A água não é “insípida, inodora e incolor”. Essas são características da água destilada. As naturais têm íons, sais minerais e outras substâncias que podem dar tons coloridos (como azul e verde) e também sabor. Além disso, só a água ao nível do mar ferve aos 100º; na verdade, quanto mais alto o local, mais rápido.

16) Já vi maiores

ribbon_worm_lineus_longissimus_bootlace_21-03-12_2

A Baleia Azul não é o maior animal do mundo, e sim o verme Lineus. Enquanto ela chega a 33 metros, ele vai até os 40. Imagine um desse em você.

17) Tinhoso

50950586710141323

A vida inteira você teve calafrios ao ver o número 666? Pra você é a mesma coisa que fazer macumba escrever isso em algum lugar? Então, desculpe te decepcionar, mas, de acordo com pesquisadores britânicos que estudaram as escrituras originais da Bíblia, o número é 616. Exatamente, 666 foi um erro de tradução.

Fonte: 24 horas News

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

7 coisas ridículas todo mundo fazia no Orkut

Nem tente negar: as redes sociais têm um caso de amor especial com o Brasil. Embora não dê para entender direito porque esses sites têm tanta influência por aqui, a verdade é que quase todo mundo já se rendeu a algum desse tipo de página, como o Facebook.

No entanto, para os esquecidinhos, se hoje a febre é a rede social criada com Mark Zuckerberg, em um passado não muito distante o que fazia a cabeça da moçada era mesmo o bom, velho e constrangedor Orkut (mate as saudades dessa rede social nesse link)! Ele – que, aliás, que está de partida para “a vida eterna” no dia 30 de setembro (sim, ele vai ser tirado do ar, para sempre, nesse dia) – , abrigava uma porção de atitudes, no mínimo, hilárias e que hoje quase matam seus antigos usuários de vergonha… de si mesmos ou alheia!

Mas, se você não segue se lembrar qual o motivo de tanto “drama” assim com relação ao que rolava no Orkut, nós estamos aqui para te ajudar e refrescar sua memória! Confira na lista abaixo 7 das coisas mais ridículas que todo mundo fazia do Orkut e que agora prefere nem comentar sobre o assunto:

1. Brigar pelo topo dos depoimentos

1

É, não adianta disfarçar. Esse tipo de coisas são super idiotas aconteciam na finada rede social. As pessoas (e talvez você já tenha feito isso também) brigavam pelo destaque dos depoimentos em perfis de amigos, escrevendo declarações e textos intermináveis até conseguir aquele espacinho “disputado”.

2. Mudar nome de comunidade

2

As pessoas iam lá e curtiam uma comunidade com a qual se identificavam. Dias depois, a surpresa: o grupo havia mudando de nome e, muitas vezes, não tinha qualquer relação com o tema original. Aí pronto, era motivo para discórdia e muita xingação. Tinha gente que até criava comunidades para manifestar o ódio que sentia de quem mudava os nomes das comunidades. Tem lógica?

 

3. eScReVEr AsSiM, com maiúsculas e minúsculas

3

Tá que gramática não é muito o “forte” das redes sociais, mas esse negócio de misturar letras maiúsculas com letras minúsculas o tempo todo era bastante irritante no Orkut. Ninguém sabe dizer quando ou porque essa mania surgiu, mas muita gente a colocava em prática. E o pior: além de ser super difícil de entender o que estava escrito, as pessoas aindademoravam uma eternidade para digitar uma frase nesse modelo.

4. Só aDd cOm sCrAp (tradução: só adiciono com scraps)

4

E tinha coisa mais imbecil que as pessoas querendo parecer populares no Orkut? Muita gente chegava ao cúmulo de apagar todos os recados e escrever “só add com scraps”. Isso significava, basicamente, que você só poderia pedir amizade dessa pessoa – ou pelo menos que só seria aceito – caso deixasse aqueles recadinhos coloridos, com mensagens, normalmente animados (e muito bregas), junto com a solicitação.

5. Scraps interativos

5

Como já mencionamos no tópico acima, existiam também os scraps interativos nessa rede social. Agora, o motivo que levava as pessoas a perderem tempo criando essas imagens cafonas e com música, feitas para tirar a paz dos outros, ninguém entende! Todas as mães, tias e vovós do Orkut adoravam mandar essas mensagens interativas. Era ou não era?

 6. Criar fakes

6

Quando o Orkut começou a denunciar quem visitava o perfil alheio, começou a onda de fakes. Tá que hoje em dia isso também acontece no facebook, mas continua sendo uma coisa ridícula, de quem não tem nada pra fazer, tá?

7. Participar de comunidades sem sentido

7

“Eu amo chocolate”, “Eu odeio acordar cedo”, e assim por diante. Ninguém está livre desse último mico de nossa lista se já teve um perfil no Orkut. Não dá para entender porque as pessoas se aliavam a esse tipo de coisas, mas ok… melhor deixar para lá! Isso tudo foi uma fase e acabou, junto com a rede social!

Fonte: Portal R7